sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Festas !!!

Photobucket

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010


quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Photobucket

sábado, 11 de dezembro de 2010

Um dedo de prosa !


Café com desabafo!

Minha curiosidade aguçada sempre me fez avaliar as atitudes das pessoas.
Sempre digo, que não me incomoda o jeito de ser de cada um, o que me incomoda de verdade é a hipocrisia, mentira e dissimulação.Gosto de gente autêntica ! Que diz o que pensa, claro sem esquecer o que pede uma boa educação, mas que seja bem claro e transparente sem ser grosseiro.

Sempre me dei bem com pessoas carrancudas, aquelas que ao conhecer você fica na dúvida se vai ser pra sempre.E quase sempre é.
E sempre, melhor, quase sempre, aquelas pessoas que se aproximam com muita facilidade, são as mesmas que na primeira oportunidade vão te "puxar o tapete" e com essa mesma facilidade.

Não consigo pagar na mesma moeda, e não se trata de ser boazinha ou não, se trata de uma postura de vida, aquela de não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem a mim.

Tem aquelas pessoas, que tentam adivinhar algo sobre? Não te conhecem e querem traçar o seu perfil a todo custo.Imaginando que podem te aconselhar com o pouco que sabem e leitura muitas vezes errada que fazem de você.

Claro que fico magoada, quando me empenho em ajudar alguém e depois percebo que essa força volta em tentativas de me destruir, pagando o bem com o mal, mas descobri que nos relacionamentos, ninguém faz com você o que você não deixa.Clichê? Não, pura verdade !O segredo é não deixar a porta meio aberta, fechar ou escancarar de uma vez.É isso que tenho feito ultimamente, estou me permitindo a viver uma vida melhor comigo mesma.Sem me preocupar tanto com as pessoas e com o sentimento que nutrem por mim.Aliás, tenho alguns bons anos para viver e a escolha é por viver bem e feliz ! Sem depender dos sentimentos recíprocos.E claro isso tem surpreendido muita gente.Mas uma hora, é preciso.


Enfim, demorou, mas um dia teria que acontecer e descobrir que a mudança assim como a felicidade só depende de mim.
Das escolhas e sentimentos, cobranças e culpas eu vou tirar somente o que sirva para me fazer feliz.
"O resto, fica como resto, e quem precisa disso para viver?"

Excelente Fim de Semana !!!
Beijinhos
Clê

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

As influências ! Sou livre?



Nestes dias em que vemos estarrecidos as agressões, violências gratuitas com as pessoas, se deixando levar pelo pensamento coletivo, me faz voltar a minha adolescência o que muitos diagnosticavam como rebeldia, sempre foi minha personalidade forte e bem definida.Marca registrada, se fosse visto assim.

Ouvia sempre o que as pessoas tinham a dizer, mas refletia se era bom pra mim também! Claro que os conselhos das pessoas mais velhas eram importantes, mas sabia avaliar se cabiam naquele contexto.

Tinha amigas que fumavam, que iam para a balada só para arrumarem "gatinhos" e outras tentavam fazer minha cabeça dando palpites na minha vida, criticando meu jeito de ser.Sempre preferi quebrar a cara, saber por mim mesma, do que me deixar levar por paradigmas, aquelas frases prontas de pessoas que muitas vezes viveram seus momentos infelizes e acham que isso se encaixa na sua vida.

Nunca acreditei que ter madrasta é ruim, deve ser por isso que me dei e me dou tão bem com a minha, que sogra é pra ser uma pessoa má em nossas vidas, deve ter sido por isso que a minha sabia dividir o amor do filho e entendia que eram amores diferentes.Moramos um ano debaixo do mesmo teto e foi de verdade uma mãe para mim.Nunca administrei a vida dos meus filhos, nem quando pequenos, sempre me comportei como uma colaboradora.

Nunca invadi espaço de ninguém tentando colocar minhas opiniões em destaque, cada um tem a sua, seu ponto de vista.Usar modelos, o que é pior, os que não deram certo na vida da outra pessoa é pura burrice.

Se fazer vítima das circunstâncias então... só te deixa a mercê de conselheiros que não conseguem cuidar nem de suas vidas e fazem questão de te mostrar que tem uma opinião perfeita para a sua.Quando não se tem muita maturidade, e isso nada tem a ver com idade, você quer se destacar de alguma forma e falar mal das pessoas, trata-las mal ou mesmo agredir, para fazer parte de uma "tribo" é coisa de gente fraca e facilmente manipulável. Nada de radicalismos, posso mudar de opinião, mas que ela seja minha.Entendendo que existe o livre arbítrio e se for pela cabeça dos outros, serei EU a arcar com as consequências.

Temos que ligar o alerta, prestar atenção no que realmente esta por trás das atitudes das pessoas que nos querem "ajudar".Ou arrastar para uma postura parecida com a sua.Não ter e não estar vivendo a nossa vida, pode ser muito perigoso, pode se repetir o que acontece com a dela, que certamente não deve servir de modelo.

Nasci livre e serei sempre livre.Para pensar, agir e amar.

Excelente dia, galerinhaaaa !

Clê





terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Um Gigante - Fábio Augusto


Um Gigante

Fábio Augusto

Composição: Fábio Augusto

Você pode encontrar em sua vida
O seu jeito de amar cada pessoa
Perdoar qualquer ofensa que receba
Pedir perdão a quem você machucou

Você é livre pra mudar a sua vida
Superar os desafios, encontrar solução
E colher toda alegria que um dia plantou
Quando fez o que é certo ao seu irmão

(Refrão)
O seu mundo era pequeno
Mas agora ele mudou
Você é como um gigante
E de paz se iluminou
O seu ontem é história
Seu futuro um mistério
Então no hoje acredite
Pois é dádiva do Pai
O presente é sua vida
E o passado nada mais
Redescubra a alegria
E transforme sua dor em amor

Você pode escalar qualquer montanha
E ter forças pra lutar qualquer batalha
Basta acreditar que Deus não o abandonou
E então verá que o sonho já se realizou

Sua mente é semelhante ao reflexo na água
Quando fica agitada é difícil enxergar
Mas quando pára e permite que se acalme
A imagem fica clara e uma porta então se abre

Uma homenagem a coerência e testemunho.
Música linda na voz tanto quanto!
Tão bom ver/ouvir os jovens falando/cantando sobre Amor e Deus

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A arte de ser avó !

Photobucket

Foto: Meu netinho Miguel


A ARTE DE SER AVÓ

Raquel de Queiroz


Netos são como heranças: você os ganha sem merecer. Sem ter feito nada para isso, de repente lhe caem do céu. É, como dizem os ingleses, um ato de Deus. Sem se passarem as penas do amor, sem os compromissos do matrimônio, sem as dores da maternidade. E não se trata de um filho apenas suposto, como o filho adotado: o neto é realmente o sangue do seu sangue, filho de filho, mais filho que o filho mesmo...

Quarenta anos, quarenta e cinco... Você sente, obscuramente, nos seus ossos, que o tempo passou mais depressa do que esperava. Não lhe incomoda envelhecer, é claro. A velhice tem as suas alegrias, as suas compensações — todos dizem isto embora você pessoalmente, ainda não as tenha descoberto — mas acredita.

Todavia, também obscuramente, também sentida nos seus ossos, às vezes lhe dá aquela nostalgia da mocidade. Não de amores nem de paixões: a doçura da meia-idade não lhe exige essas efervescências. A saudade é de alguma coisa que você tinha e lhe fugiu sutilmente junto com a mocidade. Bracinhos de criança no seu pescoço. Choro de criança. O tumulto da presença infantil ao seu redor. Meus Deus, para onde foram as suas crianças? Naqueles adultos cheios de problemas que hoje são seus filhos, que têm sogro e sogra, cônjuge, emprego, apartamento a prestações, você não encontra de modo nenhum as suas crianças perdidas. São homens e mulheres - não são mais aqueles que você recorda.


E então um belo dia, sem que lhe fosse imposta nenhuma das agonias da gestação ou do parto, o doutor lhe põe nos braços um menino. Completamente grátis — aquela criancinha da sua raça, da qual você morria de saudades, símbolo ou penhor da mocidade perdida. Pois aquela criancinha, longe de ser um estranho, é um menino que lhe é "devolvido". E o espantoso é que todos lhe reconhecem o seu direito de o amar com extravagância; ao contrário causaria escândalo e decepção se você não o acolhesse imediatamente com todo aquele amor recalcado que há anos se acumulava, desdenhado, no seu coração.

Sim, tenho certeza que a vida nos dá os netos para nos compensar de todas as mutilações trazidas pela velhice. São amores novos, profundos e felizes que vêm ocupar aquele lugar vazio, nostálgico, deixado pelos arroubos juvenis. Aliás, desconfio muito de que os netos são melhores que namorados, pois que as violências da mocidade produzem mais lágrimas do que enlevos.

No entanto — no entanto! — nem tudo são flores no caminho da avó. Há, acima de tudo, o entrave maior, a grande rival: a mãe. Não importa que ela , em si, seja sua filha. Não deixa por isso de ser mãe do garoto. Não importa que ela, hipocritamente ensine o menino a lhe dar beijos e a lhe chamar de "vovozinha", e lhe conte que de noite, às vezes, ele de repente acorda e pergunta por você. São lisonjas, nada mais. No fundo ela é rival mesmo. Rigorosamente, nas suas posições respectivas, a mãe e a avó representam, em relação ao neto, papéis muito semelhantes ao da esposa e da amante dos triângulos conjugais. A mãe tem todas as vantagens da domesticidade e da presença constante. Dorme com ele, dá-lhe de comer, dá-lhe banho, veste-o. Embala-o de noite. Contra si tem a fadiga da rotina, a obrigação de educar e o ônus de castigar.

Já a avô, não tem direitos legais, mas oferece a sedução do romance e do imprevisto. Mora em outra casa. Traz presentes. Faz coisas não programadas. Leva a passear, "não ralha nunca". Deixa lambuzar de pirulitos. Não tem a menor pretensão pedagógica. É a confidente das horas de ressentimento, o último recurso nos momentos de opressão, a secreta aliada nas crises de rebeldia. Uma noite passada em sua casa é uma deliciosa fuga à rotina, tem todos os encantos de uma aventura. Lá não há linha divisória entre o proibido e o permitido. Dormir sem lavar as mãos, recusar a sopa e comer croquetes, tomar café — café! — mexer no armário da louça, fazer trem com as cadeiras da sala, destruir revistas, derramar a água do gato, acender e apagar a luz elétrica mil vezes se quiser e até fingir que está discando o telefone. Riscar a parece com o lápis dizendo que foi sem querer — e ser acreditado! Fazer má-criação aos gritos e, em vez de apanhar, ir para os braços da avó e de lá escutar os debates sobre os perigos e os erros da educação moderna.

Sabe-se que, no reino dos céus, o cristão defunto desfruta os mais requintados prazeres da alma. Porém esses prazeres não estarão muito acima da alegria de sair de mãos dadas com o seu neto, numa manhã de sol. E olhe que aqui embaixo você ainda tem o direito de sentir orgulho, que aos bem-aventurados será defeso. Meu Deus, o olhar das outras avós, com os seus filhotes magricelas ou obesos, a morrerem de inveja do seu maravilhoso neto.

E quando você vai embalar o menino e ele, tonto de sono, abre um olho, lhe reconhece, sorri e diz: "Vó!", seu coração estala de felicidade, como pão ao forno.


"Os netos são filhos com açúcar"
Recebi pps por e-mail da amiga Myrian

LINDO ! Resolvi

Dia chuvoso, grama molhada


"Viver não é esperar a tempestade passar...
é aprender como dançar na chuva."

E peço:
Que Deus me conceda a graça de
rir dos planos que não deram certo

O tempo não faz perguntas. Ele as responde...



quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Palavras ferem, machucam... Mas o silêncio ainda é pior



"A delicadeza é a flor da humanidade"

Não sei se ponho a culpa na minha boa educação, fui BEM
criada por minha avó, ou no meu juízo de valor, que acaba indo de encontro a boa educação novamente.

Ainda acho que temos o direito de não responder a uma provocação ou pergunta que não nos sentimos à vontade para responder,mas tem questões que fico indagando.Outro dia vi e ouvi uma atriz dizendo em um programa de televisão que quando alguém chega perto dela, ela pega o celular e finge que esta falando (clássico isso) ou então ela dá o número errado quando pedem.O que podemos chamar a isso?

E aquela pessoa que esta no msn e não quer falar com você e se passa por outra pessoa, diz ser a filha por exemplo, achando que esta te convencendo com essa prática, é o novo: - Saí que não tô a fim.

Por eu ser uma pessoa franca e dizer a verdade doa a quem doer, fico achando o cúmulo da falta de respeito. E aí, ela acredita que esta escondendo de todos, pode estar enganando aquela pessoa, mas na verdade Deus esta vendo, anotando tudo em seu caderninho....hehehe....para prestarmos contas no dia do juízo final. OK ! Não acredita nisso! E na lei do retorno?Nas energias enviadas e que se voltam contra você, acredita?
O Universo cuida !

Eu não desisto de ser quem eu sou e não me deixo contaminar pelo meio externo, o que julgo certo, e minha consciência tem grande peso pra mim.

"Aprendi que minhas delicadezas
nem sempre são suficientes
para despertar a suavidade alheia,
e mesmo assim insisto...
A maturidade me permite olhar
com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento,
entender com mais tranqüilidade,
e querer com mais doçura."
Lya Luft


Acho que o silêncio pode machucar mais que qualquer palavra. Até mesmo que uma recusa. Prefiro qualquer palavra no lugar do silêncio

Um simples oi em resposta ao meu e-mail, bilhete, carta...sei lá...já me exibiria um perfil amável e gentil da pessoa.Não me faria criar sentimentos como desconfiança por exemplo achando que era fingimento quando dizia que gostava de mim.
Alguns diriam: - Mas eu não tenho tempo ! Aí você observa que pra todo mundo ele responde, menos pra você, então o tempo não é dividido com todos, tem as preferências certo? É o que se imagina.Onde fica o calor humano neste caso, o ser cristão?

Devo contar que no meu caso, eu respondo sim: os e-mails, as mensagens enviadas no orkut direcionadas a mim, retorno as ligações, respondo torpedos, cumprimento meu vizinho, digo bom dia, boa tarde ou boa noite a quem cruza o meu caminho.Estou fora do contexto? Que bom."Não quero minha vida igual a tudo que se vê"!Pq é isso mesmo, não quero ser igualada a uma pessoa que só entende a Lei de Gerson e acha que esta me enganando, me procurando só quando precisa ou quando convém."As vezes me faço de cega para enxergar mais longe" Detesto que subestimem a minha inteligência.

Só consigo com a paz e harmonia, devolvendo as pessoas o que de bom me enviaram, criar uma atmosfera de tranquilidade em minha volta.Me importo com isso sim.É isso!!! Palavras ferem, machucam... Mas o silêncio ainda é pior


Comovo-me em excesso, por natureza e por ofício.
Acho medonho alguém viver sem paixões.
Graciliano Ramos

Minha amiga Lecir indicou um texto muito bom
recomendo também só clicar aqui

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dia de agradecer


Pelas dificuldades de
Cada dia;
Pelos amigos que se transformaram em nossos opositores;
Pelos companheiros que nos deixaram a sós;
Pelas críticas destrutivas que nos vergastaram
a alma;
Pelos desenganos que nos atingem;
Pelos irmãos que nos ridicularizam;
Pelos entes amados que se nos fazem problemas;
Pelas criaturas que nos induzem à tentação;
Pelos adversários que nos acusam sem motivo;
Por todos aqueles que nos obrigam a entesourar as luzes DA experiência;
Nós te agradecemos com respeito, amor,
Repetindo tranquilos:
~Obrigado, meu Deus!
Emmanuel


Recebi por e-mail da amiga Myrian e
é exatamente assim que me sinto hoje, agradecida !

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Culpa Zero - Martha Medeiros



'Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação!

E, entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.

Primeiro: a dizer NÃO.

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.

Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros.

Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.

Você não é Nossa Senhora.

Você é, humildemente, uma mulher.

E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.

Tempo para fazer nada.

Tempo para fazer tudo.

Tempo para dançar sozinha na sala.

Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.

Tempo para sumir dois dias com seu amor.

Três dias.

Cinco dias!

Tempo para uma massagem.

Tempo para ver a novela.

Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.

Tempo para fazer um trabalho voluntário.

Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.

Tempo para conhecer outras pessoas..

Voltar a estudar.

Para engravidar.

Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.

Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.

Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.

Existir, a que será que se destina?

Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.

Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.

Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!

Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.

Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'


Martha Medeiros - Jornalista e escritora

domingo, 14 de novembro de 2010

Como fica forte uma pessoa quando está segura de ser amada!


Aprendi que minhas delicadezas
nem sempre são suficientes
para despertar a suavidade alheia,
e mesmo assim insisto...
A maturidade me permite olhar
com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento,
entender com mais tranqüilidade,
e querer com mais doçura.
Lya Luft


Porque tenho sido tudo, e creio que minha verdadeira
vocação é procurar o que valha a pena ser.
Monteiro Lobato

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

domingo, 31 de outubro de 2010

Lúcida reflexão do Padre Otto Dana sobre as eleições - Paróquia Sant'Ana Rio Claro, SP


Brasileiros e brasileiras! O capeta está solto! Empunhemos nossos terços e Bíblias e até Alcorões, se os houver! Herodes brande a espada afiada contra as criancinhas do Brasil! Ergamos a fogueira! Queimemos os hereges! O aborto e os gays estão espreitando pela janela!
Gente do céu! Que tiririquice! Que babaquice mais que medieval. Que onda inquisitorial graçando em pleno século XXI. A caça às bruxas. O extermínio dos veados. Cruz, credo! Xô Satanás! Estamos apenas tentando eleger um Presidente para o Brasil. Estamos discutindo propostas e projetos para uma boa administração do Brasil. Aborto, gueisismo, pílula, camisinha não é prioridade do momento.
O processo eleitoral corria tranquilo, dentro dos princípios democráticos: discute-aqui- denucia-ali, promete-isso, condena-aquilo, tudo numa boa. De repente a serenidade é detonada por uma horda de aiatolás, talibãs, mulás, numa gritaria ensurdecedora contra os que ameaçam o poder do Altíssimo.
Alguns vestidos de batina (ainda!), outros de mitra e báculo, outros de terno e gravata ostentando Bíblias, todos ecumenicamente de dedo em riste acusador: "ela é a favor do aborto, ele apóia o casamento homem-com-homem, mulher-com-mulher, os dois defendem a distribuição de camisinhas até para as crianças da escola.
Deus do céu! Que atraso! Que tiririquice! Pra começar, arbitrar sobre aborto e formas de casamento é da competência do Congresso Nacional e não do Presidente da República, que apenas sanciona ou veta a disposição do Congresso. Além do mais, aborto e casamento gay nem estão em pauta de discussão, hoje.
Mais importante e pertinente agora é ouvir dos candidatos suas propostas e projetos concretos quanto à saúde, educação de qualidade, distribuição de renda, segurança da população, criação de empregos, formas de apropriação ou não do Estado, relações diplomáticas e econômicas com outros países, transporte, saneamento básico, liberdade de imprensa, desenvolvimento do país, programas sociais, etc., etc.
E mais: estamos num país democrático, regido por uma Constituição Civil e não pelas tábuas da lei de Moisés. É um país democrático e laico e não teocrático, apesar de supostamente religioso. Sua capital é Brasília e não o Vaticano, nem a Canção Nova, nem a sede da Assembléia de Deus, nem a CNBB.
Tentar manipular a consciência do eleitor, ameaçando-o com a ira de Deus é injuriar o próprio Deus que nos criou livres. O dia em que o povo tiver que consultar um aiatolá de plantão tipo Pastor Silas Malafaia, ou um Padre José Augusto (Canção Nova) para votar, é melhor rasgar o título de eleitor e o estatuto da maioridade civil. O que vem se praticando em meios religiosos no momento, é o aborto da eleição, da democracia, da Constituição e do bom senso. Xô Satanás!
Pe. Otto Dana – Pároco da Igreja Sant´Ana em Rio Claro SP - e-mail: otto.dana@gmail.com.

sábado, 30 de outubro de 2010

Mick Jagger vai apoiar o SERRA

AGORA VAI !!!




A gente vota Dilma from a gente vota dilma on Vimeo.

domingo, 17 de outubro de 2010

O que tenho a dizer,sobre campanha politica (se é que isso interessa)...rs


Gente da minha maior estima, nessa época pró-eleição, fica irreconhecível.
Desde começou a campanha contra Dilma, minha caixa de e-mail lota com a enxurrada de e-mails que acusam a Dilma de vários crimes.

Eu estava quietinha, aí minha manicure quando falei que tinha votado nela no 1º turno quase me bateu, o olhar de fúria que se via em seus olhos era de se espantar, como eu não tinha ido a casa dela para discutir política, desviei do assunto, mas ao me despedir ainda disse: - Vou te enviar uns e-mails que recebi e vc vai mudar de idéia.Ainda sem vontade de discutir me despedi e fui embora, no pensamento estava a seguinte frase: - Como se eu já não os tivesse recebido.

É impressionante como as pessoas estão suscetiveis as opiniões de outras pessoas sem ao menos checar a veracidade.E a intolerância gerada quando a pessoa pensa diferente.Chegam a impor uma opinião relacionando a sua fé cristã e mais votar em Dilma passou a ser; fazer parte com o demo. Juro, a minha preocupação era com a instalação do ódio contra os diferentes, e não demorou muito isso passou a acontecer.A igreja tomou partido, e isso que me preocupou mais.Sabemos que esta raiva veio de comunidades fundamentalistas, aquelas que atuam até fora do Brasil, contra o aborto.Claro que Dilma em algum momento disse ser a favor, mas o que a igreja faz contra a pedofilia?Pq tentam acobertar certos casos.Pois bem, existem os padres que matam as criancinhas, moralmente, sexualmente e arrancam sua inocência. O que é feito quanto a isso?A única palavra que vem em minha mente é hipocrisia.

E agora este vídeo sobre apreensão de material pela Polícia Federal, é o fim.
Drª Letícia, que conheço pessoalmente pois fiz o Curso de Promotoras Legais com ela, colocou
uma foto de mulheres com burca com a seguinte descrição: Tendência para o verão de 2011
"A igreja quer tomar o poder e acabar com o estado de direito.A pauta eleitoreira passou a ser o que a mulher faz com seu corpo" Barbara como sempre em suas colocações.

Então vamos ao vídeo e mais responsabilidade com o que repassamos.





quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Pecado zero!!! Adote essa mania!



Precisamos de Santos sem véu ou batina.
Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.
Precisamos de Santos que vão ao cinema,
ouvem música e passeiam com os amigos.
Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar,
mas que se "lascam" na faculdade.

Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar
e que saibam namorar na pureza e castidade,
ou que consagrem sua castidade.

Precisamos de Santos modernos,
Santos do século XXI
com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

Precisamos de Santos comprometidos com os pobres
e as necessárias mudanças socias.

Precisamos de Santos que vivam no mundo
se santifiquem no mundo,
que não tenham medo de viver no mundo.

Precisamos de Santos que bebam Coca-Cola
e comam hot dog, que usem jeans,
que sejam internautas, que escutem dis man.

Precisamos de Santos que amem a Eucaristia
e que não tenham vergonha de tomar um refri
ou comer pizza no fim-de-semana com os amigos.
Precisamos de Santos que gostem de cinema,
de teatro, de música, de dança, de esporte.

Precisamos de Santos sociáveis,
abertos, normais, amigos, alegres,
companheiros.

" Precisamos de Santos que estejam no mundo;
e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo
mas que não sejam mundanos"

João Paulo II

Ou Santos ou nada!

“Tudo tem o seu tempo determinado, e

há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”

~ Eclesiastes 3:1 ~

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O universo cuida

"O que transforma qualquer ato em algo extraordinário é o fato de fazermos
aquilo com o coração, e o que transforma qualquer vida numa existência
extraordinária é o fato de ser vivida com amor."

"Não espere nada das pessoas. Você verá como acontecimentos bons
irão te surpreender e os ruins nunca te decepcionarão."

”No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo
que você é, e outras, que vão te odiar pelo mesmo motivo. Acostume-se.”

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Mais um anjinho que veio habitar a terra...

Ontem passamos o dia na casa dos pais da Ellen.Festejando o nascimento do nosso pequeno príncipe que já veio com nome de anjo, Miguel.A família dela é muito agradável, passamos momentos muito felizes.A bisa estava lá também.
Impressionante a quantidade de ligações e mensagens que recebemos.

Só nos resta aproveitar este espaço, para agradecer a todos, que curtiram conosco este momento, com a promessa que vamos dando notícias a medida que ele cresça e faça mais gracinhas.
Semana com renascimento para todos.
Beijinhos
Clê


***Este post só foi possível, com o uso de um enorme babador...da vovó aqui...rs

sábado, 18 de setembro de 2010



quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Rídiculas as indiretas, prefiro papo franco




Saudade de gente franca, que diz o que pensa, sem mentiras.
Aquelas mentiras que interessam apenas aos que estão em busca de holofote.
Politica é isso; dizer apenas o que interessa a uma determinada pessoa, ficar bem com todos os lados e angariar simpatia geral.
Sinceramente, eu estou fora!Verdade!Não quero ter compromisso com isso.

O "falar mentira" tornou-se: "jogo de cintura.E ainda existem os que criticam os políticos e ainda dizem acreditar em gente séria e com poder de mudar tudo isso.Se utiliza desses artifícios para o seu dia a dia, tentando enganar,sim tentando, por que não conseguem por muito tempo, jogando por terra toda tentativa ao "jogarem piadinhas" as indiretas com destino certo.E aí?Isso não é ser politico?
Ando meio fatigada de pessoas assim, que o local e tempo transformam suas atitudes, faz o que lhe convém as tais pessoas incoerentes.

Pior as que usam a religião para se auto proclamar pessoas de bem.Ainda não entendem que a tentação esta dentro da igreja também e existem os que usam isso como invólucro,a igreja para estas pessoas é rota de fuga, espaço em que posso cometer todos os pecados, mas pq rezo, serei perdoado e estimado sempre.

Poupem-me!Quero viver em um mundo nem que seja isolado, em que a verdade prevaleça e que minha unica obrigação é com o sonho de um mundo mais puro e simples.Em que a coisa mais importante é ter oportunidade de deitar em meu travesseiro na hora de dormir, e dizer: - Hoje eu fui eu mesma.Consegui me amar acima de todas as possibilidades de tentarem me provar, que eu não valho a pena.

Beijinhos
Clê
 
© Template Scrap Gerbera|desenho Templates e Acessórios| papeis Bel Vidotti